Quando passamos a reeducar nossa alimentação ou começamos uma dieta nova, entramos em contato com diversos produtos e informações nutricionais que antes eram desconhecidos.  Com o tempo, este novo universo começa a fazer parte da rotina e tudo fica mais fácil. Os produtos orgânicos e integrais, por exemplo, trazem grandes benefícios para a saúde, mas isso todo mundo provavelmente já ouviu falar, não é mesmo? Mas, apesar de serem tratados como semelhantes em alguns aspectos, os dois termos são, na realidade, bastante diferentes.

       Alimentos orgânicos são aqueles que são produzidos sem o uso de agrotóxicos e fertilizantes. Toda a sua produção, desde o plantio até a colheita, é feita de maneira orgânica e sem prejudicar o solo, o ar e a natureza de maneira geral.  Os orgânicos são o alimento em sua forma mais pura, sem modificações. Para receber a certificação orgânica é necessário seguir alguns critérios de produção e qualidade especificados pelas empresas certificadoras cadastradas no Ministério da Agricultura, como a Organização Internacional Agropecuária (OIA), a IBD Certificações Ltda e a ECOCERT Brasil Certificadora Ltda. As regras da certificação também podem mudar dependendo do país em que o alimento é produzido.

         Além de frutas, verduras e cereais, hoje também é possível encontrar produtos de origem animal orgânicos, como carnes, ovos, aves e peixes. As regras também podem variar conforme a empresa certificadora e o país mas, de maneira geral, os animais precisam ser alimentados com produtos orgânicos e não podem ser usados hormônios de crescimento ou antibióticos.

       Já os produtos integrais são aqueles que não passam pelo processo de refinamento e, por isso, são íntegros/inteiros e não perdem nenhuma parte. Os grãos integrais têm mais fibras que os grãos refinados. As fibras alimentares, encontradas em grandes proporções nos alimentos integrais, ajudam na boa funcionalidade do intestino e podem ajudar a controlar o colesterol, o risco de doenças cardíacas, diabetes tipo 2 e fornecer mais saciedade ao organismo.

     De alguns anos para cá, o interesse das pessoas por hábitos mais saudáveis deixou de ser tendência e já virou estilo de vida. Cada vez mais, o movimento natural tem sido deixar para trás alimentos industrializados e adotar um cardápio mais puro, colorido e balanceado nutricionalmente. Com isso, o mercado de produtos saudáveis não para de se desenvolver.  Um relatório feito pela Euromonitor (agência de pesquisas internacional), em 2017, mostrou como a busca por alimentos saudáveis e naturais online cresceu, com 79% dos consumidores dispostos a fazer essa mudança de produtos industrializados para produtos mais saudáveis na alimentação diária. Você também já adotou práticas e cardápios mais naturais?

    A Monama nasceu do desejo de transformar o mundo em um lugar ainda melhor, onde seja realmente possível nutrir o corpo com o que ele precisa e ser feliz! Para fazer isso da melhor forma, disseminamos aos quatro cantos o conceito de que comer é um ato de cuidado e amor com nós mesmos e com a natureza. Reunimos o nosso amor por esse propósito aos melhores e mais selecionados ingredientes para fazer alimentos saudáveis, sem glúten, sem lactose, orgânicos e sem açúcar refinado. Temos opções para qualquer hora do dia, desde o lanche, com nossos deliciosos snacks, café da manhã com as melhores granolas e ingredientes para uma receita deliciosa e saudável.

   

Para conhecer todos os nossos produtos, clique aqui.

 

Laura Stabile e Yasmin Souza - Comunicação e Marketing Monama